Explicaki

Fiscal de loja

Por 12 de outubro de 2013 (269) visualizações

O fiscal de loja é um dos mais altos postos dentro de uma empresa, ficando atrás apenas dos cargos ligados à gerência da mesma. Afinal, como fiscal, ele deve fiscalizar toda a loja e isso não é trabalho fácil. Dentre as inúmeras habilidades se costuma exigir o Ensino Superior Completo para on interessados na profissão.

Quem deseja atuar como fiscal de loja deve caminhar por duas áreas que a prioridade podem parecer bem opostas: lidar com pessoas e números. Bem opostas porque é lugar comum escutarmos de alguns profissionais (normalmente profissionais mais antigos, que ainda tem aquela cabeça de que “ou você faz isso” ou “faz aquilo”) que quem trabalha com números, informática, lógica e parte técnica é porque não tem tato com clientes, funcionários e funções que exijam liderança e relacionamento humano. O fiscal de loja prova que isso já não é bem assim.

O fiscal de loja demonstra que as coisas não funcionam dessa forma e que a cada vez mais as empresas exigem multidisciplinaridade de seus funcionários. Esse, no caso, é responsável por lidar com pessoas e patrimônios.

O que faz

SupervisorNo que diz respeito à parte de números este profissional deve fazer cumprir com todas as regras estabelecidas pela empresa, receber valores, conferir saída e entrada de mercadorias e estoques bem como notas fiscais, elaborar relatórios administrativos, acompanhar serviços terceirizados, mapear setores de risco e preencher formulários internos, entre outras tantas funções que lhe podem ser exigidas.

Já na parte de gerenciamento humano, ele deve fazer abordagens tanto em funcionários, como em pessoas suspeitas, investigar roubos e furtos, conduzir suspeitos de delito à sala de segurança ou até mesmo a unidades da polícia, esclarecer dúvidas de clientes e funcionários, conferir a entrada de funcionários, supervisionar a limpeza e as escalas/revezamento de horários.

O fiscal de loja é parte do coração da empresa e assim como o nosso coração, se ele para de pulsar, todo o resto do corpo para. Dentre as muitas habilidades exigidas desse profissional, destacam-se: gestão de tempo, excelência no atendimento, matemática financeira e auditoria contábil. Uma boa dose de psicologia também é bem vinda, já que grande parte de seu trabalho consiste em contato direto com pessoas.

Para exercer essa função é exigida a formação em um curso superior de Ciências Econômicas ou áreas similares, desde que, nesse último caso, com uma pós-graduação em Economia. Além disso, o registro no conselho Regional de Economia também é fundamental.

The following two tabs change content below.

Renata Brinati

Latest posts by Renata Brinati (see all)

Comentários (0)

Certifique-se de que seu comentário esteja de acordo com as Regras da Comunidade.