Técnico em Enfermagem

Se você não tem tempo, dinheiro (no caso de universidades particulares) ou mesmo não está muito certo se esse é o caminho profissional que quer trilhar, uma ótima opção são os cursos de técnico em enfermagem.

O técnico em enfermagem é uma das profissões que mais vêm crescendo e têm um bom mercado de trabalho. O curso é ideal para quem não quer, ao menos no momento, fazer uma graduação extensa e envolve uma grade curricular tão complexa como a de outros cursos superiores da área.

Vale salientar que o curso técnico de enfermagem não vale como uma graduação em enfermagem. Algumas pessoas confundem e acham que ambos são iguais, porém que o técnico exclui a parte teórica (e por isso é mais rápido. Um curso técnico leva em média 2 anos). Nem a parte teórica é excluída e muito menos um substitui o outro. Ambos trabalham lado a lado.

Técnico em enfermagem faz o que?

Tecnico de enfermagemMesmo não sendo um enfermeiro propriamente dito, o técnico está apto a exercer algumas atividades básicas que o enfermeiro também pode. São elas: aplicar medicamentos, dar banho e fazer os cuidados gerais com os pacientes, medir a temperatura, aferir a pressão, fazer alguns curativos em pequenos cortes e/ou ferimentos, controlar o pulso, aplicar soro e injeções, esterilização e limpeza de instrumentos e auxilio na orientação de médicos e enfermeiros.

O curso

A grande maioria dos cursos técnicos em enfermagem tem duração e grades curriculares semelhantes. A sua duração pode variar de um ano e meio a dois anos. Sendo dividido entre horas teóricas (estudos em sala de aula com professor e laboratórios) e estágio supervisionado (essa é a parte prática, sendo estudada em hospitais, clínicas e laboratórios).

Entre as disciplinas estudadas estão: prevenção, recuperação e reabilitação da saúde individual e coletiva.

O Mercado de trabalho

Em um hospital, o técnico em enfermagem é subordinado ao enfermeiro. Esse último, por sua vez, deve supervisionar o técnico. Porém, hospitais não são o único campo de atuação para os formados em técnico em enfermagem. Ambulatórios de empresas e instituições de ensino, clínicas, laboratórios, spas e asilos, creches e domicílios são algumas das outras opções.

Todos os anos milhares de vagas são abertas em todo o país. Apesar de o piso ser de R$ 987, os salários podem chegar facilmente à R$ 4.000.

Mesmo sendo um curso técnico, ele exige cadastro no Coren (Conselho Regional de enfermagem).

Além de tudo isso, outro requisito essencial para esse tipo de profissional é a ética, dedicação e profissionalismo. Trabalhar com pessoas doentes ou debilitadas pode exigir alguns sacrifícios pessoais em prol do bem do próximo.

loading...

Author: Renata Brinati

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>