Explicaki

Técnico em Enfermagem

Por 10 de outubro de 2013 (117) visualizações

Se você não tem tempo, dinheiro (no caso de universidades particulares) ou mesmo não está muito certo se esse é o caminho profissional que quer trilhar, uma ótima opção são os cursos de técnico em enfermagem.

O técnico em enfermagem é uma das profissões que mais vêm crescendo e têm um bom mercado de trabalho. O curso é ideal para quem não quer, ao menos no momento, fazer uma graduação extensa e envolve uma grade curricular tão complexa como a de outros cursos superiores da área.

Vale salientar que o curso técnico de enfermagem não vale como uma graduação em enfermagem. Algumas pessoas confundem e acham que ambos são iguais, porém que o técnico exclui a parte teórica (e por isso é mais rápido. Um curso técnico leva em média 2 anos). Nem a parte teórica é excluída e muito menos um substitui o outro. Ambos trabalham lado a lado.

Técnico em enfermagem faz o que?

Tecnico de enfermagemMesmo não sendo um enfermeiro propriamente dito, o técnico está apto a exercer algumas atividades básicas que o enfermeiro também pode. São elas: aplicar medicamentos, dar banho e fazer os cuidados gerais com os pacientes, medir a temperatura, aferir a pressão, fazer alguns curativos em pequenos cortes e/ou ferimentos, controlar o pulso, aplicar soro e injeções, esterilização e limpeza de instrumentos e auxilio na orientação de médicos e enfermeiros.

O curso

A grande maioria dos cursos técnicos em enfermagem tem duração e grades curriculares semelhantes. A sua duração pode variar de um ano e meio a dois anos. Sendo dividido entre horas teóricas (estudos em sala de aula com professor e laboratórios) e estágio supervisionado (essa é a parte prática, sendo estudada em hospitais, clínicas e laboratórios).

Entre as disciplinas estudadas estão: prevenção, recuperação e reabilitação da saúde individual e coletiva.

O Mercado de trabalho

Em um hospital, o técnico em enfermagem é subordinado ao enfermeiro. Esse último, por sua vez, deve supervisionar o técnico. Porém, hospitais não são o único campo de atuação para os formados em técnico em enfermagem. Ambulatórios de empresas e instituições de ensino, clínicas, laboratórios, spas e asilos, creches e domicílios são algumas das outras opções.

Todos os anos milhares de vagas são abertas em todo o país. Apesar de o piso ser de R$ 987, os salários podem chegar facilmente à R$ 4.000.

Mesmo sendo um curso técnico, ele exige cadastro no Coren (Conselho Regional de enfermagem).

Além de tudo isso, outro requisito essencial para esse tipo de profissional é a ética, dedicação e profissionalismo. Trabalhar com pessoas doentes ou debilitadas pode exigir alguns sacrifícios pessoais em prol do bem do próximo.

The following two tabs change content below.

Renata Brinati

Latest posts by Renata Brinati (see all)

Comentários (0)

Certifique-se de que seu comentário esteja de acordo com as Regras da Comunidade.