Explicaki

Unha encravada

Por 7 de junho de 2011 (267) visualizações

Boa parte das pessoas algum dia já sofreu ou sofrerá com este problema. As unhas encravam porque ao crescer uma das pontas da unha acaba enterrando-se na pele que fica ao seu redor, tal problema é provocado pelo fato da pele ao redor cria uma barreira para o crescimento da unha, sem ter espaço para crescer livremente, a ponta da unha acaba entrando na pele e causando assim dor e inflamação. Pode ocorrer também a deformidade de uma unha que acaba crescendo dentro da pele ao redor causando assim o encravamento, como também pode ocorrer quando a pele ao redor cresce de forma anormal e cobre parte da unha.

Alguns maus hábitos fazem com que a unha encravada apareça mais facilmente tal como o uso de sapatos de bico fino ou apertados, o ato de cortar as pontas das unhas também colabora para o surgimento do problema, já que isto acaba formando uma ponta na parte cortada, fazendo com que, devido ao peso do corpo sobre os pés, a pele que antes estava sob a unha projete-se para cima e acaba entrando na frente da unha e com o crescimento ela fica encravada nesta pele. Até em crianças recém-nascidas a unha encravada pode aparecer, isto ocorre devido ao uso de macacões com pés fechados, que se não forem bem largos podem provocar o surgimento do problema.

Normalmente os dedos dos pés são os mais atingidos, principalmente os dedões nos quais geralmente os cantos das unhas são as partes mais atingidas. Veja a foto ilustrativa abaixo:

Unhas encravadasDificilmente os sintomas iniciais são sentidos, mas é possível observar que a unha está começando a encravar quando se sente dor na parte afetada que aumenta gradativamente de intensidade se tornando insuportável em determinado momento. Em seguida a pele ao redor da unha inflama, incha e fica avermelhada, podendo também haver a eliminação de pus e a formação de um granuloma plogênico, conhecido como carne esponjosa.

Como evitar

Existem maneiras de evitar que as unhas encravem, primeiramente evite cortar os cantos das unhas, procure deixá-las mais livres, sendo assim, deve-se cortá-las de forma reta, não deixe-as muito curtas e evite usar calçados apertados.

Tratamento

O tratamento dependerá de acordo com a gravidade do problema, podendo variar entre um tratamento simples onde é feito o afastamento da pele inflamada por um pedaço de algodão e um procedimento cirúrgico para remover o tecido inflamado ou até destruir a matriz da unha no canto onde ela encravou, este tratamento cirúrgico visa desobstruir o caminho para que a unha volte a crescer livremente. No caso da carne esponjosa, esta deve ser cauterizada com o uso de substâncias químicas ou com eletrocoagulação.

Nos casos mais leves o tratamento pode ser feito com o corte da parte encravada e um algodão esterilizado é colocado sob a área até que o inchaço desapareça. Caso a unha não seja tratada ela pode ficar infeccionada.

Quando a área em torno da unha começa além de ficar dolorida, vermelha e inchada a aparecer bolhas de pus, o problema já está se apresentando de forma grave, exigindo assim cuidados médicos mais urgentes e profundos. Dessa forma, pode se optar por uma intervenção cirúrgica, que é simples e exigirá o uso de anestesia local, onde a parte encravada é cortada e removida fazendo com que o problema não retorne. Em outros casos pode se optar por uma drenagem onde a secreção é removida.

Caso ocorra uma infecção secundária, pode ser necessário o uso de antibióticos de uso local ou via oral.

Há o mito de que extrair a unha completamente resolverá o problema, o que não é verdade, pois, ao crescer novamente, a unha pode voltar a encravar.

Recomendações

Ao realizar algum destes procedimentos, evite molhar o curativo, limpe os pés com um algodão embebido em álcool, se não houver curativo, limpe os pés com água oxigenada e use uma pomada cicatrizante, não abafe a unha ou use sapatos fechados até que a unha melhore e lixe a superfície da unha com o lado mais delicado para enfraquecê-la e não voltar a encravar. Seguindo tais precauções a unha curará mais rápido e será evitado o risco de infecção.

Evite cutucar ou cortar a unha encravada, isto pode piorar o problema e gerar complicaçõesque poderiam ser evitadas.

É importante que assim que a unha encravar que se procure um médico para determinar a gravidade do problema e a forma como ele será tratado, sem tentar resolver o problema por simesmo em casa sem supervisão ou indicação médica.

The following two tabs change content below.

Fernanda Gomes

Latest posts by Fernanda Gomes (see all)

Comentários (0)

Certifique-se de que seu comentário esteja de acordo com as Regras da Comunidade.