Explicaki

Tontura

Por 17 de maio de 2011 (494) visualizações

A tontura se caracteriza como sendo uma sensação forte de desequilíbrio, sintoma este que é muito frequente em diversas doenças como labirintite, que é uma infecção ou inflamação no labirinto,órgão em forma de caracol localizado no interior no ouvido interno, mas raramente sua origem parte de problemas neurológicos, visuais ou psíquicas. Por vezes até mulheres grávidas costumam sentir tonturas.

Um dos tipos de tonturas é a vertigem, o mais frequente, que se caracteriza como uma sensação de rotação na qual a pessoa sente que está girando no local ou que o local é que gira ao seu redor.

Sensação

É comum as pessoas descreverem a tontura como uma perturbação do equilíbrio corporal, enquanto outras descrevem como uma perturbação, como se fosse um atordoamento, sensação de que a cabeça está leve, entontecimento, falta de estabilidade, sensação de que está flutuando ou caminhando sobre um colchão, dentre outras distintas sensações. As crises mais fortes da tontura podem vir acompanhadas por náuseas, suor, vômito, palidez e sensação de desmaio. Sendo que outros sintomas também podem ser descritos pelos pacientes, tais como ruídos no ouvido ou na cabeça, diminuição da audição, dificuldade para entender o que falam, desconforto ao ouvir sons mais altos, perda de memória, dificuldade em se concentrar, sensação de fadiga tanto física quanto mental. Estes sintomas se devem às interrelações existentes entre o sistema responsável pelo equilíbrio e outras funções do sistema nervoso central.

Foto de uma mulher sofrendo de tontura.Para manter o equilíbrio corporal diversos órgãos e sistemas são utilizados, sendo que os principais sensores do equilíbrio estão no labirinto, nos olhos, na pele, nos músculos e articulações.

A função do labirinto é informar a direção dos movimentos da cabeça do corpo em todas as direções e rotações. O sistema labiríntico atua como uma central de informações que recolhe os impulsos de todos os sensores e o sistema nervoso central as recebe para serem analisadas e codificadas. Estas informações devem ser coerentes, se tais informações chegarem de forma conflituosa isto pode gerar a tontura e enjoo até que o sistema se habitue a esta nova realidade.

Os olhos são responsáveis por informar sobre a posição do corpo no espaço, já a pele informa qual a parte do corpo está em contato com alguma superfície e os músculos e as articulações informam sobre os movimentos e quais as partes do corpo que estão envolvidas com eles.

Causas da Tontura

Existem inúmeras causas para o surgimento da tontura, ocorrendo principalmente devido a alterações que tem origem nas diversas estruturas do sistema vestibular ou determinadas por problemas clínicos em outros órgãos ou sistemas que podem afetá-lo de diferentes maneiras. Visto isto, algumas causas podem gerar estes problemas tais como: traumatismos na área da cabeça e do pescoço; infecções por bactérias ou vírus; drogas, medicamentos, cafeína, nicotina, álcool, anticoncepcionais, tranquilizantes, antidepressivos etc.; erros na hora de se alimentar; tumores; anemia; envelhecimento; doenças metabólicas e endócrinas; distúrbios vasculares; problemas cervicais; alergias; distúrbios psiquiátricos; doenças do sistema nervoso central entre outros.

Para determinar o que está levando ao aparecimento das tonteiras serão necessários diversos exames complementares como de sangue, urina e radiologia, ou até avaliações dentre outras causas médicas. As doenças que podem atacar o sistema vestibular e auditivo causando tonturas com ou sem outros sintomas acompanhando-as são numerosas, sendo assim, listaremos a seguir as principais:

Vertigem Postural Paroxística Benigna

A Vertigem Postural Paroxística Benigna acontece em breves e repentinos momentos onde ocorrem vertigens ou enjoos ou até os dois ao movimentar a cabeça.

Doença de Ménière

Na Doença de Ménière ocorre a queixa de crises vertiginosas, diminuição da audição, sensação de pressão no ouvido, isto nos quadros clínicos típicos.

Cinetose

Na Cinetose as tonturas vêm acompanhadas de vômito, palidez e suor, que geralmente ocorrem quando a pessoa está em veículos em movimento como carros ou barcos, o que resulta no conflito de informações entre os sensores. O pior caso de conflito ocorre quando o local em movimento não possui janelas, dessa forma, os olhos e o sistema muscular e as articulações observam que o lugar está parado, mas o Labirinto informa que o local está em movimento, causando assim um conflito de informações, isto acontece também quando lemosalgum livro ou revista quando estamos no ônibus.

Doenças de ouvido e Tuba auditiva

Doenças do ouvido médio ou tuba auditiva geram vertigem, zumbido nos ouvidos e até a diminuição da audição, podendo ser causados pela obstrução da tuba auditiva e otite média.

Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença infecciosa crônica e progressiva que possui causa desconhecida e atinge o sistema nervoso central, podendo gerar vertigem súbita, que pode ser acompanhada ou não de perda de audição e zumbido podem ser os sintomas iniciais, sendo que a tontura e o desequilíbrio são mais frequentes que a perda de audição.

Tontura é uma Doença?

Ao contrário do que se imagina a tontura não é uma doença, mas sim um sintoma que pode ser proveniente de outras diversas doenças. Dessa forma, a tontura funciona como um sinal de alerta para avisar que algo deve estar errado no organismo, sendo assim necessário procurar um médico para detectar o problema. A tontura é a segunda maior queixa nos consultórios entre os pacientes, perdendo apenas para a dor de cabeça, pelo menos 42% das pessoas reclamam do sintoma. A tontura pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum em idosos e também no sexo feminino.

Este problema pode afetar a qualidade de vida de um indivíduo de diferentes modos, podendo atuar de forma intensa, leve ou moderada, de maneira esporádica ou até constante. Além de desconfortável a sensação de perturbação de equilíbrio corporal gerado pela tontura pode prejudicar a memória, fazendo com que a pessoa tenha dificuldade para entender as coisas, fadiga e dificuldade para ler e escrever. Para quem tem tontura constantemente, tal situação pode gerar insegurança psíquica que é gerada pela insegurança física, fato este que pode levar à ansiedade, depressão e pânico.

Tratamento da Tontura

Quanto ao tratamento da tontura e de seus tipos, estes são muito sensíveis a ele, desde que haja uma coerência entre o diagnóstico de sua causa. O tratamento para os distúrbios do equilíbrio é feito através de uma associação de providências que devem ser tomadas para que se obtenha resultados satisfatórios, múltiplas abordagens estas que consistem em inicialmente tratar as causas diagnosticadas da tontura, utilizar medicamentos antivertiginosos que atuam deprimindo o sistema labiríntico, sendo que este medicamento deve ser ideal de acordo com o diagnóstico e reações psíquicas e orgânicas de cada paciente. Alguns exercícios personalizados para a reabilitação do equilíbrio deverão ser feitos, tais exercícios ajudam a reajustar as relações entre os sinais enviados através das estruturas responsáveis pela manutenção da postura corporal, sendo exercícios repetitivos com os olhos, cabeça e corpo, objetivando criar conflitos sensoriais que vão acelerar as compensações, provocando assim o reajuste das funções do equilíbrio. A alimentação também deve ser corrigida, hábitos e vícios que possam ser fatores de risco como a ingestão de açúcares, álcool, fumo etc. também devem ser modificados. Existem casos específicos que necessitam de cirurgia para tratar da Vertigem, casos estes que são relacionados a tumores ou ineficiência dos tratamentos clínicos, que podem ser combinados com as múltiplas formas de tratamento mencionadas anteriormente.

Alguns distúrbios labirínticos podem se curar sozinhos se reajustando por conta própria e a grande maioria daqueles pacientes que necessitam de terapias antivertiginosas, respondem bem ao tratamento, sendo assim, na maioria dos casos há a cura e outros tem uma melhora significativa.

Tontura na Gravidez

Na gravidez a tontura ocorre devido ao calor, a fome, ao enjoo ou após a gestante se levantar rápido demais, mas na maioria das vezes este não passa de um sintoma comum no período da gravidez. No início da gestação náuseas e vertigens são normais, isto ocorre devido ao fluxo sanguíneo que está se adaptando ao aumento de volume de sangue no sistema circulatório.

No segundo trimestre de gestação o crescimento do útero pode pressionar os vasos sanguíneos, situação esta que também pode gerar essa sensação de tontura, sendo assim comum sentir tontura algumas vezes durante a gravidez por diversos motivos: ficar muito tempo sem comer, causando assim a diminuição da taxa de glicemia do sangue; o calor excessivo; levantar muito rápido, o que causa a hipotensão postural, isto acontece porque o sangue não tem tempo para chegar ao cérebro, o que provoca a tontura, fato este agravado ainda mais quando a pessoa tem pressão baixa.

Na gestação o tratamento para este problema também dependerá da causa, mas a primeira providência que deve ser tomada é se sentar, isto faz com que a tontura melhore e ainda evita o risco de cair e se machucar. Caso esteja em um local abafado beba um pouco de água, se estiver em um ônibus lotado procure ficar perto da janela, se estiver sem comer, coma algo rápido e procure sempre carregar algum biscoito ou fruta dentro da bolsa para comer quando não se sentir bem, isto vai aumentar o nível de açúcar no sangue. Mantenha-se sempre hidratada tomando mais de dois litros de água por dia. Por fim, tente fazer tudo mais devagar, especialmente ao se levantar da cama ou de uma cadeira ou de qualquer outro lugar mais baixo. Para algumas pessoas a única opção que resta é ficar sentada ou deitada e esperar que a tontura passe.

Normalmente as ondas de tontura na gravidez não são perigosas, o maior perigo na realidade é o desmaio, pois ao cair a grávida pode se machucar, devido a isso é imprescindível que, se estiver sentindo que irá perder os sentidos deite-se ou sente-se imediatamente colocando a cabeça entre as pernas, essa posição aumentará o fluxo sanguíneo em direção ao cérebro, o que pode ajudar a afastar a sensação de desmaio.

Se a tontura ou a vertigem persistirem por muito tempo ou for acompanhada por visão embaçada, dores de cabeça ou palpitação, estes podem ser sintomas de anemia severa ou de outras doenças mais graves, da mesma forma, a tontura pode ser um sintoma de alergia, a falta de ar ou outras causas que não dependem da gravidez. Caso isto aconteça entre em contato com seu médico imediatamente para que a doença e a gravidade dela sejam detectadas e tratadas o mais rápido possível.

Recomendações

É importante que no momento em que a tontura ou vertigem é sentida que se procure um médico imediatamente, para verificar se há algum problema mais grave que tem estes problemas como sintomas.

Comentários (0)

Certifique-se de que seu comentário esteja de acordo com as Regras da Comunidade.